É disto que se trata quando se diz que ter filhos com pouca diferença de idade entre si é muito cansativo nos primeiros tempos

À hora de deitar fico sozinha com os três, que o pai tem que sair. Ainda não são nove da noite e tudo parece estar bem encaminhado: dentes lavados, metidos na cama, o bebé em ponto de rebuçado para poder ser deitado na cama e libertar-me para os ir aconchegar a eles. O objetivo é que ele adormeça, portanto que se calem e sosseguem enquanto eu ando ali a embalar o bebé, “só um bocadinho por favor, para que eu possa vir ter convosco, sejam inteligentes: quanto menos barulho fizerem, mais depressa o Ico dorme e mais depressa eu venho aqui contar uma história e estar convosco!”

Começam por ficar nas camas mas a falarem e a rirem e a cantarem e a darem com os pés com toda a força que até saltam as ripas dos estrados e a chamarem-se cocó um ao outro. Eu, cheia de calma, a rezar o de todas as noites e a cantar cantigas de embalar baixinho, ainda numa de que quanto mais baixo eu falar, menos alto eles falarão também. Mas a partir daqui conta com um relato digno de quem nunca sequer ouviu falar de disciplina positiva! Só faltou a bela da palmada! Que ainda prometi!

Então… começam os pretextos para se levantarem. A Júlia, que está no desfralde, diz que quer fazer xixi. Digo que faça na fralda porque não acredito nela. Chora que quer mesmo e está aflita. Começo a achar-me uma besta por estar a obrigar a filha a retrair o xixi ou a fazê-la fazer na fralda. Fomos. Largo o bebé na cama, que volta a despertar e a chorar, claro. Ao menos fez mesmo xixi, se não, acho que a desfazia.

Torna a por a fralda, a deitar, a agarrar no bebé e a explicar que têm que estar calados para que o bebé saia do meu colo e eu possa ter mãos e braços para eles. Nada. Volta tudo ao mesmo. Estalinhos com a língua, risos sufocados, cantigas da escola e até palminhas! Prometo que saio com o bebé e eles que façam o que quiserem. Continuaram. Assim fiz.

O Manel afligiu-se logo “NÃÃO!” mas eu saí à mesma. De coração desfeito, mas mantive a ameaça para não ser só isso mesmo, uma ameaça oca. Fechei a porta atras de mim. A Júlia até ajudou!!! Vê tu bem o feitiozinho da minha filha!! Acendeu as luzes e pôs-se a consolar o irmão “não cholas, não?, não cholas Manele…”, a afastar-lhe o cabelo da cara e a dar -lhe festinhas, os dois sentadinhos frente a frente na beira da cama, ele prometendo com a cabeça que não, não ia chorar mais… e eu no corredor a espreitar cheia de pena dele também. Nisto vêem-me. O Manel a querer pedir desculpa com cara de ofendido mas, ainda aflito, dizia que eu não os podia “deixar aqui, abandonados”. Pumba. Um punhal direitinho ao meu coração! Mas aí até lhe atirei à cara outras lindas coisas que me tinha dito ao jantar sobre querer ser bebé outra vez mas noutra família, por exemplo a do A.L., cuja mãe ele acha a mais bonita (mais punhais…) lá da escola “porque tem batom” e com quem não se importava de me trocar. “O quê? Então tu até querias trocar de mãe e agora nem sequer consegues ficar sozinho? Não ias pra casa do A.L.? Então? Se não gostas de mim e não respeitam o vosso irmão bebé que precisa de dormir, eu e ele saímos daqui.”e virei costas e fui para o outro quarto. A Júlia, mais uma vez, até fechou a porta toda empertigada (vejo-me nela. Também  nunca dava parte fraca), mas ele veio pedir desculpa. Mas enquanto ele falava comigo, sentido, e eu chorava, ela, desencaminhadora, puxava-lhe o braço pra irem embora dali e ficarem mesmo sozinhos no quarto! Inacreditável o grau de nariz no ar desta miúda!! Ele, vá lá!, sacudia-a. E depois ainda o ouvi dizer-lhe “vai pedir desculpa” quando o mandei voltar para a cama já de pazes feitas e ela, atrás dele, a dizer que eu sou feia. 🙄 Lá veio, por ordem dele. O Frederico apático de tanto sono, já sem conseguir reagir e eu a comprar brigas destas àquela hora…

Quando estamos de volta ao quarto e eu de bebé nos braços, a Júlia pede outro xixi. Mando-a despir e, enquanto penso no que fazer ao Ico naquele estado, põe-se ela com aquela cara de quem já fez. Que se lixe, está de fralda. E ao menos não precisei de largar o bebé outra vez no chão ou na cama e ele não despertou em choro outra vez. Mando-a puxar as calças e prometo que já a troco. Ainda chorisca mas o bebé é prioridade e a minha ideia era adormecê-lo em dois segundos e tratar dela logo depois. Mas ainda tive que dobrar o miúdo todo e fazer a cama do Manel só com uma mão porque a tinha desfeito ao tentar tapar-se… ggggrrrrrrrr… estou nuns nervos… e dez da noite e ninguém dorme…

E as dores nas costas e o braço dormente até aos dedos, que o pequeno bacorinho já vai a caminho dos 10kg?

Isto, contado, ninguém acredita – e por isso é que quis escrever ao detalhe, porque eu própria quero contar e não me lembro de metade – mas enquanto estes picos de stress não passam, eu faço todos os contrários das coisas em que acredito e chego a acreditar que me vou lançar da varanda. No momento, como não sei quanto mais tempo vai durar o disparate, só me ocorre que não tarda é melhor o Manel ir fazer outro xixi também, que ela ainda há de querer mais idas à sanita, que o Ico também já vai estar a juntar a mamada ao jantar sem ter dormido no entretanto como devia e precisa…

💔

O que vale é que, quem te alerta para o quão difícil e cansativo vai ser nos primeiros tempos, também te assegura que num instante passa e que depois vai valer a pena. E vale. Já está a valer, aliás, agora que já dormem! 😌

Anúncios

3 thoughts on “É disto que se trata quando se diz que ter filhos com pouca diferença de idade entre si é muito cansativo nos primeiros tempos

  1. Vocês são lindos (ao estilo do pregão sobre Alfama:)).
    É uma roda viva, cheia de agitação, claro está, mas muito pura e sincera, cheia de amor!!!
    Não te culpes, nunca. Os três da “vida airada” são maravilhosos. Sou fã!
    Parabéns!! (à moda do Manele, como a J. diz!!)

    Gostar

    1. :)
      Por acaso estou aqui a reler-me e a pensar em como, de facto, depois tudo passa, tudo é relativo. Sou capaz de fazer um coiso novo mas a partir desta perspetiva de quem já está mais calma… atenta aos próximos episódios… 😉

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s